Ecclestone dá U$ 120 milhões a FIA

ecclestone336.jpg

O chefão da Fórmula 1. Bernie Ecclestone, revelou ao jornal inglês “The Guardian” que deu à FIA 1% das ações da empresa Delta Topco, dona dos direitos da F1 até 2110. 

O negócio foi feito em troca da assinatura do Pacto de Concórdia, que define as regras comerciais envolvendo a Fórmula 1. 

O novo pacto tem duração até 2020, sendo que as 11 equipes que competem pela Fórmula 1 e Bernie Ecclestone já assinaram o acordo. Agora Ecclestone ficou com 5,3% das ações da F1, enquanto o acionista majoritário continua sendo o Grupo CVC, com 35,5 %.

A doação de 1% vale nada mais, nada menos, do que U$ 120 milhões, sendo que com o novo pacto assinado, o lucro da FIA sobre os direitos da F1 deve saltar de U$ 10 milhões para U$ 40 milhões.

No que se trata da abertura do capital da Delta Topco no mercado financeiro, esse é um assunto que não acontecerá de imediato, já que Bernie Ecclestone é processado em Londres e Munique, justamente pela venda dos direitos comerciais da Fórmula 1 para o Grupo CVC.