Coluna do Borracha: O bebê campeão a bordo

marc-marquez-repsol-honda-2013-champion-valencia-motogp-image-pic-photo-11112013-m1_560x420.jpg

Ele conseguiu! Dominou como gente grande e ganhou o campeonato. Marc Marquez escreveu no domingo o seu nome com letras douradas na galeria dos campeões da Motogp. Essa conquista tem um significado maior que o título, é uma mudança radical no conceito de um país estar fabricando vencedores desde muito cedo.

Marquez foi campeão em todas as categorias que passou, dominou como poucos a temporada 2013 e mesmo que tentassem dar um “jeito” na sua arrancada, falou mais alto a ousadia e a grande capacidade técnica que ele tem em dominar uma moto de 1.000 cc. A corrida que definiu a coroa foi sensacional, com o Jorge Lorenzo fazendo sua parte é verdade, com o Dani Pedrosa não ajudando em nada, talvez inconformado em ser o sempre segundo piloto, e esta se tornando uma buzina de avião, que não serve pra porra nenhuma. Já o Valentino Rossi, coitado, esta muito aquém do campeão que já foi um dia e se desespera.

Mesmo com a imensa e confortável vantagem, Marquez se mandou batalhou pela vitória, nada diferente do que aprontou o ano todo, teve um pega sensacional com Lorenzo e, em determinado ponto da corrida, apenas administrou. Não venceu mas convenceu demais, deixou clara a certeza que o título desse ano esta em ótimas mãos, garantiu à equipe Honda a supremacia perdida nos dois últimos anos. A Yamaha tem que repensar sua estratégia, demorou demais para estrear o eficiente câmbio que permitiu ao Lorenzo voltar à luta pelo campeonato, deu uma moto pouco eficiente para o jeito de pilotar do Rossi e tomou calor das satélites durante o ano todo. 2014 tem mais, Marc larga como favorito ao bi, e deixa para os outros o problema que tem a Fórmula 1 hoje: um campeão muito jovem, muito bom e que nem esta ainda no auge da carreira imagine quantos títulos ele pode ganhar.

163848860.jpg

Por falar em Fórmula 1, esse fim de semana tem corrida pra cumprir tabela em Austin, no Texas. O que chamou mais atenção foi a dança das cadeiras que aconteceu essa semana. Em agosto desse ano, na minha coluna As férias de mister Hamilton, eu postei essa mesma foto que esta acima e fiz um desafio: Essa foto tirada no começo do ano mostra os pilotos que disputam o campeonato de 2013. Você acredita que em 2014 pelo menos 5 deles trocam de lugar? Muito bem, vamos ver o que aconteceu até agora? 1- Raikkonen foi pra Ferrari, 2- Massa foi para a Williams, 3- Ricciardo foi pra Red Bull, 4- Kevin Magnussen vai estrear na McLaren, 5- Daniil Kvyat vai estrear na Toro Rosso, 6- Sergey Sirotikin vai estrear na Sauber e ficaram sem acento mas com grana pra correr o Pastor Maldonado (ou seria Maldanado?) e o Sergio Perez (ou seria Piores?) uma semana agitadíssima, como não se via há muito tempo, mas as definições ainda não acabaram, tem ainda o Felipe Nars que esta procurando um banco titular, para nossa alegria. Minha previsão e minhas informações estavam certas!

Vou ficando por aqui mais convencido ainda que a GP2 não esta atualmente servindo pra nada. Seus últimos campeões não arrumaram emprego, na verdade o que se vê é que a GP3 esta servindo de garimpo para os times, são pilotos mais jovens, com menos dinheiro e com mais técnica, e isso deixa uma pergunta no ar: será que a Fórmula 1 vai voltar a ser um celeiro de craques e excluir os passageiros de taxi?

A gente se encontra na semana que vem!

Beijos & queijos